Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Foi aprovada a candidatura “Cultura Para Todos” em Vinhais

Img 4917 1 720 800
2021/02/24

A Câmara Municipal de Vinhais recebeu a aprovação de mais uma candidatura na área da cultura. A recente notificação de decisão de aprovação da candidatura ao Programa “Cultura Para Todos”- n.º NORTE-30-2019-22, apresentada pela Autarquia, em Novembro de 2019, vem garantir o financiamento global de 225 727.91€ com uma taxa de financiamento de 100%, para a revitalização cultural do concelho. 

Esta operação foca-se fundamentalmente na promoção de iniciativas de inclusão social através da dinamização de práticas artísticas e culturais com forte ênfase em ações de intergeracionalidade, bem como em ações de inclusão de grupos excluídos. No desenvolvimento deste projeto todos são chamados a participar e todos terão um contributo importante na co-produção das várias atividades.

Com esta candidatura, o concelho de Vinhais terá uma oportunidade única para a preservação dos principais traços identitários da sua cultura. Este território apresenta um vasto património histórico e cultural, nomeadamente o património inerente às Artes e Ofícios, Música e Danças, que urge ser preservado. A singularidade das nossas tradições e saberes, assente num conjunto vasto de recursos endógenos, constituem o nosso património imaterial que não podemos deixar que seja esquecido. O “Cultura para Todos em Vinhais”, constituirá uma alavanca para que se perpetue, através de novas abordagens e de uma visão holística, a herança cultural.

A operação prevê a realização de um total de 206 iniciativas, desde Oficinas Temáticas, Workshops, Espetáculos e Exposições, através do desenvolvimento de Projetos Artísticos de Inclusão Social a partir de três eixos principais: Teatro e Artes Performativas; Música e Dança; Artes e Ofícios. A estratégia de desenvolvimento das ações prevê o estabelecimento de parcerias com entidades cuja atividade é fundamental para a partilha de saberes e tradições, como as Associações Culturais e Recreativas, as IPSS, as Juntas de Freguesia e outros organismos locais com relevância área da inclusão social.

Ao projeto “Cultura para Todos em Vinhais” junta-se o projeto “Festival Simbiose” aprovado recentemente. Esta última candidatura, já divulgada, insere-se no Programa Património Cultural - Programação Cultural em Rede - Imaterial e tem como objetivo basilar a valorização do Património Cultural e Natural através da organização e promoção de eventos culturais com elevado impacto na projeção da imagem da região e do incremento de fluxos turísticos.

Como é uma candidatura que implica obrigatoriamente a programação em rede, o Município de Vinhais (entidade promotora) estabeleceu parcerias com o Município de Macedo de Cavaleiros e com o Município de Miranda do Douro, tendo como base a co-produção e itinerância de espetáculos focados em elementos identitários de Trás-os-Montes (culturais e naturais), envolvendo a intensa participação da comunidade e de grupos culturais locais. Esta operação prevê a concretização de duas ações específicas: 

Criar, co-produzir e promover a itinerância da Performance de Comunidade “FOLIA”, nos municípios de Vinhais, Miranda do Douro e Macedo de Cavaleiros;

Criar, co-produzir e promover a itinerância do espetáculo – Percurso "A Nordeste”, nos Municípios de Vinhais, Miranda do Douro e Macedo de Cavaleiros;

A produção destes eventos implica a realização de diversas iniciativas com a comunidade entre as quais destacamos Oficinas Temáticas, Ensaios Abertos, Ateliers Intensivos, Ações de Desenvolvimento de Competências e Workshops.

A operação “Simbiose” foi o resultado do trabalho realizado em conjunto com os municípios parceiros, salientando que foi o projeto que teve a pontuação mais elevada em toda a Região Norte. Esta operação tem uma dotação financeira de 225 000.00€ com uma taxa de financiamento de 100%. O valor será para os três municípios, em que cada um beneficiará do financiamento de 75.000.00€.

Com o “Cultura para Todos em Vinhais” e o “Festival Simbiose” serão criadas sinergias importantes para a promoção e valorização da nossa região, bem como a sua projeção a nível nacional e internacional, porque, apesar das suas fragilidades, estes territórios, são inesgotáveis em potencialidades.