Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Inauguração da Distribuição Domiciliária de Gás Natural de Vinhais

Img 0327 1 720 2500
31 Julho 2020

Hoje, dia 31 de julho, foi inaugurada em Vinhais, a rede de distribuição de gás natural ao domicílio, em cerimónia presidida pelo Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba.
Esta inauguração reveste-se de particular importância, pois os vinhaenses passam a beneficiar deste instrumento de progresso e desenvolvimento, geralmente associado apenas aos grandes centros urbanos.
A distribuição de gás natural chega pela mão da Sonorgás, empresa do grupo Dourogás.
O gás natural é versátil e pode ser utilizado em residências, comércios, indústrias e serviços. O fornecimento é contínuo, 24 horas por dia, todos os dias do ano, oferecendo modernidade, conforto, segurança e economia.
Luís Fernandes, presidente do município começou por saudar e agradecer a presença de João Galamba, dizendo “o facto de estar aqui a inaugurar esta estrutura mostra que entende e mais do que isso apoia estes investimentos nas nossas localidades. De seguida referiu a importância dos territórios do interior, como é Vinhais, referindo que “Vinhais fica como sabe integrado no Parque Natural de Montesinho, que tem uma potencialidade eólica fantástica, porque os estudos comprovam que este local possui um dos melhores corredores a nível do vento na Europa, é preciso aproveitar esta valência, até porque damos dois passos e do outro lado da fronteira as torres eólicas estão lá. Este não é um território longe de tudo, é o que fica mais perto da Europa, Madrid vai ficar brevemente a 1,20h de Vinhais com a estação do Ave na Gudiña.”
João Galamba salientou que “A transição energética é uma realidade com múltiplas fontes de energia, uma realidade territorial variada e olhando para este território em concreto, havia coisas que faltava fazer e injustiças que era importante corrigir e nunca é demais enaltecer o papel extraordinário que uma empresa da região, a atenção e empenho que dedicou ao desenvolvimento destes territórios, como fez a DouroGás”.
Este projeto vai permitir maior segurança de abastecimento, é ambientalmente mais responsável que a alternativa, e representa grandes poupanças para os consumidores.