Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Mil diabos andaram à solta em Vinhais

P3840682 1 720 2500
02 Março 2020

O evento que permite a qualquer pessoa “vestir a pele de diabo” decorreu pelo sétimo ano consecutivo, em Vinhais, no dia 29 de fevereiro de 2020.

O evento iniciou com a atuação da banda de gaitas “Dambara Burela” e pelas 18h00, na Igreja do Seminário, realizou-se a missa de imposição de cinzas, que abriu oficialmente o evento.

A procissão ”... com Mil Diabos!” acompanhou uma Morte Gigante até à Pedra, local onde as raparigas (perseguidas e capturadas durante o trajeto) foram julgadas e purificadas.

O percurso realizou-se desde a Igreja do Seminário ao Largo do Arrabalde, onde foram recriados vários quadros teatrais que permitiram entender a tradição ancestral e única “os Diabos de Vinhais”.

Tradicionalmente e espontaneamente este dia comemora-se na quarta-feira de cinzas mas, desde 2014, estende-se até ao primeiro sábado da quaresma.

O ritual foi encerrado com a queima da morte gigante, revelando-se o seu rosto, reforçando a ideia de que “Quem pró rosto da morte olhar, por mais um ano a irá afastar!”, terminando a estação escura e dando as boas-vindas à estação clara.

A festa continuou nos restaurantes da vila e no pavilhão multiusos, onde havia tasquinhas com “comes e bebes”, a tradicional “Queimada do Diabo”, animação musical com gaiteiros, o grupo “Diabo a Sete” e “Dj Lu Iglésias”.

A organização foi da Câmara Municipal de Vinhais, com a colaboração do Agrupamento de Escolas D. Afonso III, responsável pela construção da Morte Gigante, e encenação da Companhia Filandorra, Viv’Arte, Animamos e Wee.