Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

“Mil Diabos à Solta em Vinhais!”

10494891 1501760846799006 6251994380465391333 o 1 720 2500
15 Fevereiro 2016

Pelo terceiro ano consecutivo, o ancestral, o único, e genuíno ritual que pinta de vermelho as ruas de Vinhais prolongou-se até sábado a seguir ao início da Quaresma, dia 13 de Fevereiro, com “Mil Diabos à Solta em Vinhais!”.
O evento que iniciou com uma missa de Imposição de Cinzas, na Igreja do Seminário de Vinhais (18h00), seguida de uma procissão “…com Mil Diabos!” que acompanhou uma Morte de 7 metros de altura até à Pedra, local onde as raparigas são julgadas e purificadas.
Durante o trajeto, que aconteceu ao início da noite, mais de mil diabos capturaram e enjaularam, num carro de bois, as raparigas mais atrevidas que, a partir de varandas e janelas, os desafiam.
Este ano houve uma grandiosa produção teatral, à passagem da procissão entre a Igreja do Seminário e o Largo do Arrabalde, foram recriados alguns momentos que permitiram compreender o significado dos Diabos e da Morte de Vinhais: Os 7 Pecados Mortais, A Fuga do Inferno, O Julgamento, a Revelação do Rosto da Morte, acompanhada pelos “percussionistas da Morte”, em que as chamas consomem a Morte Gigante, permitindo à assistência ver o que esconde um pano negro colocado no lugar do rosto, garantindo que “Quem pró rosto da morte olhar, por mais um ano a irá afastar!”, culminando no Fim da Escuridão.
A festa continuou, numa tenda gigante com tasquinhas onde atuaram os “Galandum Galundaina” seguidos do Dj Fernando Alvim.
A organização foi da Câmara Municipal de Vinhais, com a colaboração do Agrupamento de Escolas, responsável pela construção da Morte Gigante e participação na encenação ao lado do Grupo WEE – World Entertainment Events e da Companhia Filandorra.

 

Registo Fotográfico