Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Tomada de posição relativa ao encerramento das Agências Bancárias de Vinhais

Cmv 1 720 2500
03 Janeiro 2017
BANCO BIC E NOVO BANCO

Antes de mais continuação de boas festas e bom ano para todos.
Não é costume dirigir-me aos eleitores utilizando estes meios. Normalmente faço-o por carta ou através do boletim municipal. Mas esta é uma situação excecional.
O ano de 2017 começou com o fecho de duas agências bancárias em Vinhais: o Novo Banco (antigo Espírito Santo) no Largo do Arrabalde e o BIC na zona dos Frades.
Que fique bem claro que não concordamos e rejeitamos tal decisão. Aliás, é inconcebível, é incompreensível, são lamentáveis tais decisões.
Em primeiro lugar não fomos atempadamente ouvidos nem avisados. E uma grande falta de respeito para com a Câmara e para com a população que sempre acarinharam aquelas duas agências bancárias. Em segundo lugar porque é vergonhoso e condenável a forma egoísta e autoritária como os bancos tomam certas decisões, mostrando um completo desprezo pela função social a que também estão obrigados. Não se importaram com as implicações que tais decisões acarretam, se dessa forma se prejudicam ou não as populações. Não se preocuparam com nada, apenas com as suas estratégias empresariais. E lamentável. Rejeitamos e condenamos tais decisões.
Sabemos que a situação económica e financeira do país não é a melhor, sabemos que os modernos meios, nomeadamente a internet, vem reduzir em muito o trabalho nas agências, que as pessoas a partir de um telemóvel ou de um computador, em casa, conseguem resolver praticamente tudo e quase já não é preciso ir ao banco.
Sabemos que por estes motivos e também por outros, têm fechado dezenas ou centenas de agências bancárias desde Bragança a Faro. Que é uma situação que se tem verificado por todo o País.
Sabemos que a Câmara nada pode fazer, uma vez que os bancos têm donos e os donos fazem o que querem e estão pouco ligando a outros interesses que não sejam os seus próprios interesses. Mas apesar de tudo isto, não podemos ficar calados e deixarmos a nossa posição bem clara: não concordamos... !
Deveriam ter tido uma conversa com a Câmara no sentido de encontrarmos uma solução.
Podiam ter deixado uma caixa multibanco na zona dos Frades. Mas nada. Uma falta de respeito e
desprezo por todos nós. Lamentável.
Sei que nada posso fazer, o que me deixa completamente angustiado. Mas se pudesse (como não posso) sei muito bem como reagiria...
Um pedido de desculpa pelo tom usado... mas há coisas que não conseguimos calar.


TOMADA_DE_POSIÇÃO